quinta-feira, 21 de abril de 2016

Eleições em Matureia - PB: Álvaro Dantas: “Nunca ofereci vaga de vice a ninguém. Falta com a verdade quem diz o contrário”


Fonte: Blog Passando a Limpo
No último domingo instado a falar por este blogueiro sobre a respeito da entrevista do ex-prefeito Zé Pereira ao talentoso radialista Thadeu filmagens, o secretário da Assembleia Legislativa da Paraíba Alvaro Dantas Wanderley disse que trabalhou o tempo todo pela a união das forças políticas de Matureia, por entender que o momento de crise pelo qual passam os municípios, exigem dos homens públicos um gesto de grandeza que consiste em abrir  mão de interesses individuais e partidários em prol da população. 

Segundo o advogado, o seu objetivo não obteve êxito em Matureia porque, movido pela vaidade pessoal, o ex-prefeito Zé Pereira não enxergou isso, colocando-se acima dos outros ao dizer “Em qualquer cenário eu sou pré-candidato a prefeito e só Deus tira isso de mim.” Para Dantas: “Ninguém é candidato de si mesmo e uma candidatura pessoal não representa o pensamento da maioria” 

Álvaro desmentiu a declaração feita  pelo ex-prefeito na entrevista quando afirma ter sido convidado pelo grupo do atual prefeito Daniel pra ser vice numa eventual chapa encabeçada por Chico Mané. “Nunca ofereci vaga de vice a ninguém. Falta com a verdade quem diz o contrário”, disse.  Ainda a esse respeito,  ele  garantiu  ter recebido a visita do ex-vereador Elizionaldo  que trouxe  a  noticia de que Zé Pereira admitia indicar a esposa, Margarete, para compor a chapa da situação na condição de vice-prefeita.  O secretário fez questão de esclarecer ainda que não fez qualquer restrição ao nome de Margarete, mas ponderou ao interlocutor que precisaria ouvir a opinião dos aliados.  Depois disso, informou que recebeu uma mensagem de texto do ex-vereador Elizionaldo, dizendo que o ex-prefeito Zé  Pereira exigia que se fizesse uma pesquisa para escolher o candidato a prefeito. “Não dei resposta. Entendi que ele havia mudado de opinião”, afirmou Dantas.

Quanto ao risco de Zé Pereira não poder registrar sua candidatura, O secretário Álvaro Dantas expressou a seguinte opinião: “Esse risco é real e concreto. Suas contas foram rejeitadas por unanimidade, com condenação a devolver R$ 160.000,00. Ele recorreu. Mas se os Ministros do Tribunal de Contas da União, que o condenaram por unanimidade, não mudarem de opinião, ele não poderá ser candidato. Pior, se o julgamento só acontecer depois das eleições, mesmo se ele ganhasse, seria cassado. Ele mesmo, em sua entrevista, respondendo se tem medo de sua condenação, diz: ‘Tem sim essa possibilidade’. ”, finalizou Álvaro.

Após essas declarações, fizemos uma  entrevista com o secretário que será divulgada ainda hoje. 

Teixeira em Foco

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial