sexta-feira, 8 de julho de 2016

Fórum do Pico do Jabre avança e discussão com diversas entidades e autoridades acontece na cidade de Teixeira

Na avaliação do Pastor John Philip Medcraft, a reunião ocorrida nesta quinta-feira, dia 07, para debater questões sobre o Pico do Jabre, ocorrida no auditório do Fórum de Justiça da cidade de Teixeira (PB), foi muito positiva e abriu um amplo debate sobre um dos locais mais ricos em termos de fauna e flora do sertão paraibano, ou seja, o próprio Pico do Jabre que passa por degradação de sua área natural.
A reunião, que teve a coordenação do Promotor de Justiça do Ministério Público Estadual (MPE), em Teixeira, Dr. Dennys Carneiro Rocha Santos, contou com a presença do secretário Executivo do Meio Ambiente do Estado, Fabiano Lucena, com o Comandante da Polícia Ambiental do Estado, Major Tibério Pereira, com os professores da Universidade Federal de Campina Grande, Campus Patos (UFCG/Patos), Carminha Learth, Solange Kerpel e Marcelo Kokubum, além de representantes da Prefeitura Municipal de Matureia, tais como o secretário de Meio Ambiente Eduardo Wanderley, dentre vários outros representes de ONG’s e entidades protetores da natureza ou mesmo preocupados com a preservação do Pico do Jabre. O objetivo do encontro foi traçar metas concretas para impedir a destruição da área de preservação ambiental. Entidade como SOS Sertão, ONG ACEV Social, GIAASP, Condutores do Turismo do Pico do Jabre, ONG Cobras, dentre outras, se fizeram presentes também ao encontro.

O combate contra a destruição do Pico do Jabre vem sendo uma luta incansável de vários cidadãos, entre os quais vale ressaltar a senhora Dalvanete Dantas, do Casarão do Jabre, que tem denunciado sistematicamente os ataques praticados ao Pico do Jabre através de caças aos animais silvestres, queimadas, desmatamento de árvores, falta de consciência de visitantes que espalham lixo e depredam o local em períodos de visitas, dentre outras práticas nocivas ao meio ambiente.
O Fórum do Pico do Jabre discutiu responsabilidades sobre a preservação do local que pertence ao Estado da Paraíba, ao Município de Matureia e ao de Mãe D’água. Busca-se com o debate, aprofundar mecanismos que impeçam a devastação do local que, recentemente, foi descoberto uma espécie única da fauna e que projetará o Pico do Jabre no cenário mundial para pesquisas, no entanto, o ambiente vem sendo negligenciado pelos governantes sem que medidas concretas de preservação sejam tomadas.
A operação realizada pelo Batalhão de Polícia Ambiental, que apreendeu armas, resgatou animais silvestres encarcerados, aplicou multas e impediu devastação em áreas de preservação foi destacada como ponto positivo para impedir a destruição do local. A denúncia de uma competição de caça na região levou ao cancelamento da atividade considerada criminosa, mas que tinha participação de pessoas influentes da região de Patos e de outras localidades já inscritos para tal crime.  
No próximo dia 13 de agosto de 2016, haverá mais um encontro para aprofundar o debate e buscar medidas efetivas da sociedade civil e dos governos em busca de medidas eficazes de preservação e manutenção do Pico do Jabre. O encontro será realizado no Casarão do Jabre e é aberto ao público interessado no debate.
OUÇA entrevista com o Pastor John Philip avaliando as atitudes tomadas até o momento para preservar o Pico do Jabre:

Fonte: Patos Online

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial