domingo, 30 de outubro de 2016

Cultura Viva- Colégio Menino Jesus promove III Mostra Cultural. Evento acontece em Praça pública.


A noite deste sábado, 29, se tornará inesquecível no coração de muitos teixeirenses. O colégio Menino Jesus  realizou pela terceira vez sua mostra cultural, trazendo muita cultura para Praça Cassiano Rodrigues e reunindo autoridades, pais, alunos, funcionários e o publico em geral.

O evento teve inicio às 19h com a apresentação da rainha do estandarte Laynara Dantas e a entrada da bandeira da escola que no último dia 25 completou 21 anos de ensino.  Poetas, declamadores, emboladores de coco, homenagem ao sucurus da serra e apresentação de grupos folclóricos teixeirenses fizeram parte da noite histórica.

“O momento foi realmente de recordar, a persistência por manter nossa cultura viva nos trouxe até aqui, já vivi muitas que infelizmente estavam se perdendo, porém os alunos do CMJ tendo sido passado de geração para geração não deixarão morrer essa cultura que nos norteia” Declarou a diretora escola Mª de Fátima.

A III Mostra  foi um banho de arte regado à música que por sua vez promoveu a interação entre professores, pais e alunos transcendendo o encontro de gerações sonhado pela sociedade perfeita.

O Pastoril, um dos espetáculos que canta o nascimento de Jesus Cristo e cantando pela ultima vez em Teixeira no ano de 1993, foi revivido na noite deste sábado. O pastoril fez muita gente se encantar e ficar com um gosto de quero mais. A Diana, mestra, pastor, cigana. Pastoras, estrela são personagens que se tornaram lenda de nossa cultura.

Engajada em manter a cultura viva e uma das idealizadoras do Museu Agar Nunes Guedes, Soleide Teles Guedes foi homenageada pela escola. “Soleide sempre foi responsável por tantas surpresas a nós teixeirenses, hoje o CMJ retribuí a esta mulher tudo aquilo que ela já nos fez um dia. Um dos grandes nomes da cultura de nossa cidade é nossa rainha” destacou Maria de Fátima.

Emocionada, Soleide agradeceu e disse que foi pega de surpresa. A mesma em sua palavra destacou que o que ela é hoje depende de muitos que formam sua equipe e que sem eles tudo se tornaria impossível.

Os grupos folclóricos da cidade: “Os Maurícios”, “Serrano”, “Canudos da serra” ganharam seu espaço mostrando através da dança que a cultura permanece sempre viva. Um destaque especial foi a homenagem que o evento fez  ao antigo grupo “sucurus da serra” hoje não existente em nossa cidade. Jovens se uniram e tentando  resgatar suas coreografias montaram um novo grupo: “Origens” que fará o publico voltar a se emocionar com os espetáculos de dança.

O evento foi marcado ainda pela participação de pais, vós , netos, bisnetos, que dançaram, cantaram e declamaram dando juz ao tema: “A cultura passada de geração para geração jamais morrerá”.




Mais fotos: (CLIQUE AQUI!)

Vitinho Galdino/ Teixeira em Foco

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial