sábado, 11 de março de 2017

Teixeira – PB: Presidente da câmara assegura que base do Governo continua ‘Firme, Forte e Sólida’.

                       Resultado de imagem para Valone dias

Ainda sobre a relação do polêmico Projeto de Lei que foi rejeitado na última sessão dia (09/03) na Câmara em Teixeira, nossa redação do site www.teixeiraemfoco.com.br procuramos o Vereador-Presidente, Valone Dias para abordar o assunto em evidência. Segundo Valone Dias afirmou que na quarta feira (dia 08 de março), na parte da tarde, 01 dia antes do Projeto de Lei que reduziria os subsídios dos vereadores irem à votação, ocorreu uma reunião com a presença de todos os vereadores da bancada de situação, momento em que o vereador Azedo expressou para todos que iria votar pela rejeição do referido projeto de Lei. No momento, enfatizou que continuaria firme na base aliada, solicitando que todos os demais vereadores e o Prefeito compreendessem seu posicionamento acerca daquela matéria.

Valone afirmou ainda que já no dia da sessão para apreciação do projeto, depois do pronunciamento do vereador Azedo, este foi conciso e taxativo ao lhe dizer: “Continuo na base aliada da situação e continuarei mantendo minha fidelidade ao Prefeito Nego de Guri”, fato corroborado pelas próprias palavras do vereador quando usou a tribuna para defender o voto.

O vereador Presidente entendeu que por se tratar de um Projeto de Lei de iniciativa da Mesa Diretora da Câmara Municipal e não do Prefeito, mesmo discordando, houve coerência acerca do voto proferido pelo Vereador Azedo.

O presidente ressaltou ainda que, diante desses fatos, já se sabia com antecedência que o Projeto seria rejeitado, mas mesmo assim preferiu pautá-lo para votação naquele dia, mesmo tendo o Poder de adiar para outro momento, pela discricionariedade que lhe é conferida no regimento interno, alegando que, por se tratar de uma matéria polêmica, o assunto estava trazendo desgaste nas relações entre os vereadores.

Por fim, Valone afirmou que a bancada de situação continua firme e unida, com maioria absoluta dos vereadores, e que todos os projetos de iniciativa de Poder Executivo que venham a beneficiar a população do município serão aprovados pelo Legislativo. Aproveitou para alfinetar a oposição, dizendo que enquanto alguns vereadores lutam para trazer benefícios para Teixeira, outros, numa política arcaica, torcem pelo “quanto pior melhor”, numa única preocupação de retornar ao poder.


Thércio Rocha/ Teixeira em Foco

Um comentário:

  1. "Jeu de Scène".
    Não houve traição, e sim, um grande conluio. Eu explico. Vejam, nenhum dos vereadores, tanto da oposição, como da situação, queriam uma redução em seus vencimentos. Foi tudo um "jogo de cena", um factoide, criado pelo bloco situacionista para cair nas graças da população. Tanto é assim, que o voto de minerva decidindo pela não redução dos salários foi da bancada do prefeito. Escrevam o que eu digo agora, o Azedo vai continuar na bancada da situação e tudo continuará como antes, no Reino de Abrantes, ou seja, no Reino de Nego de Guri. Os quatro vereadores da situação, podem honrar seu compromisso com o povo, e desta feita, doar os R$ 1.500,00 para instituições de caridade de Teixeira. Qual deles topa?

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial