domingo, 22 de outubro de 2017

Homem é preso por matar animal na zona rural de Maturéia



A Polícia Militar de Teixeira prendeu na manhã deste domingo (22),Ivanildo Evaristo da Silva, de 39 anos. O homem foi preso pelo crime de maus-tratos a animais, tipificado no Artigo 32, da Lei de Crimes Ambientais.

Segundo a polícia, o acusado foi visto, pela ex-mulher durante a noite de ontem, 21 , em sua residência no sítio Batinga do Tauá, zona rural de Maturéia. A mulher percebeu que a luz de frente à sua residência estava apagada. A mulher de 44 anos hesitou a sair com medo e voltou a dormir.

Já na manhã deste domingo saindo de casa, a mulher percebeu que o fio da luz de frente da sua casa havia sido cortado e depois ouviu o gemido de uma cachorra. Ao chegar próximo ao local onde o animal ficava a mulher percebeu muito sangue e seguindo este sangue localizou a cachorra que havia sido morta. 

A PM foi acionada e esteve no local. Segundo a mulher de 44 anos o acusado pelos maus-tratos no animal havia sido Ivanildo Evaristo de 39 anos. Os policiais com guarnição comandada pelo Sub-tenente Aldo entraram em diligências e localizaram o homem em outro sítio em Maturéia.

Com o acusado foi encontrado uma foice melada de sangue e ao ser lhe perguntado se havia matado o animal, o homem afirmou que a cachorra tinha avançado contra ele, contudo o acusado negou de ter arrancado o fio da luz da casa.

Ivanildo Evaristo foi conduzido para a delegacia de Polícia Civil na cidade de Teixeira. Dois meses atrás, ele havia também sido preso por ameaçar com uma faca peixeira a sua ex-mulher e suas filhas.


Vitinho Galdino/ Teixeira em Foco

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial