Últimas Notícias

Abordagens policiais geram descontentamento em populares de Teixeira e PM divulga nota

Resultado de imagem para abordagens em Teixeira pb

No último dia 31 de dezembro, uma farmácia no centro da cidade de Teixeira foi assaltada. Segundo os proprietários os bandidos entraram de rosto limpo no estabelecimento, renderam as funcionárias e levaram todo o dinheiro do caixa. Recebendo as informações a polícia militar de Teixeira saiu em diligências na localidade. Mas, até o presente momento nenhum suspeito foi reconhecido.

Em ação continuada, a PM vem realizando várias abordagens nas imediações, inclusive, em becos por trás dessa área comercial de Teixeira. Com isso, essa ação gerou descontentamento em pessoas que foram abordadas, e queriam se negar a cooperar com um serviço que é rotineiro da polícia, chegando a utilizar-se de deboche (o que não intimidou os militares).  Segundo a nota divulgada pela Polícia Militar as abordagens policiais  não são intimidadoras e servem para própria segurança e transeuntes, que nem imaginam que estão sendo observados por criminosos.

"Em suma, querem desmerecer e complicar o trabalho de uma polícia que é atuante na área serrana, bem como, em todo estado da Paraíba - apesar das enormes dificuldades enfrentadas para proporcionar maior segurança aos cidadãos de bem e trabalhadores - não é algo que faça a PM recuar de suas atividades. Pelo contrário e reiterando, nosso trabalho é preventivo e ostensivo. Assim, continuaremos com as Abordagens, independentemente de sexo, classe social, entre outros requisitos, pois cumprimos nossas atividades com Imparcialidade e impessoalidade, ou seja, sem distinção de pessoas diante de uma solicitação, agindo de acordo com os Princípios da Abordagem Policial" e assegurados por lei." diz a nota policial. 

Ao final da nota o comando da Polícia pede a colaboração da população, e caso observe algum grupo desconhecido tanto nas imediações da farmácia como de qualquer outro estabelecimento comercial da cidade e região, que entre em contato com a Polícia Militar pelos telefones 3472-2135 ou 190 do 3º BPM/Patos, para tentarmos coibir esse tipo de ação em nossa área.

Vitinho Galdino/ Teixeira em Foco

Nenhum comentário