Últimas Notícias

Conselho tutelar de Teixeira promove campanha: "Quem dá esmola, não dá futuro"


Quem transitava pelo Centro de Teixeira ou estava no comércio local pode constatar o empenho dos conselheiros no trabalho de conscientização com panfletagens e colocações de cartazes nos estabelecimentos comercias de grande circulação de pessoas, durante estes dois dias.

No dia (23/02) Sexta-feira o trabalho começou cedinho quando os conselheiros Yago Lucena, Edwilson Ferreira (Dudu), Luã Dias e Josileudo Silva (Bebe) realizaram as primeiras atividades da campanha abordando esse tema e apelaram para que as pessoas não doem esmolas, pois esse ato incentiva que mais crianças passem a perambular pelas ruas em busca de uns trocados.

Em seguida os conselheiros participaram do Jornal da Teixeira FM 104,9 apresentado por Vitinho Galdino onde na oportunidade foi apresentado aos rádio-ouvintes todo o projeto além de tirar dúvidas acerca do tema para alguns populares que participaram ao vivo do programa através do telefone. Participação de extrema relevância e transparência do projeto!

No dia (24/02) os conselheiros iniciaram as atividades às 07:00h da manhã onde fizeram panfletagens na feira livre, conversaram com comerciantes e populares sobre o tema e colaram cartazes em comércios.

Conselho Tutear recebe diariamente muitas denúncias de comerciantes e populares relatando que crianças e adolescentes estão fazendo abordagens bruscas e ameaças por não darem moedas que eles pedem.

Todas as ocorrências recebidas pelo conselho após a identificação é realizada, o menor é levado até a família, que é notificada a comparecer noConselho Tutelar, onde a situação familiar é analisada. Em alguns casos é feito um encaminhamento para que essa família possa ser amparada através dos programas sociais existentes na Prefeitura.

É importante destacar que quando os pais não comparecem para prestar os esclarecimentos é feita uma advertência e o caso é encaminhado para o Ministério Público para as providências judiciais.

Após a campanha nossa expectativa é que ocorra uma redução do númerode ocorrências de crianças pedindo esmolas.

Caso isso não ocorra, o Conselho Tutelar recebe a comunicação das escolas e vai apurar as causas da ausência, notificando pais e responsáveis. As denúncias podem ser feitas diretamente ao conselhotutelar através do telefone: (83) 9 9645-0672.




Nenhum comentário