Últimas Notícias

Com recorde de público, Caipirão vence o Náutico em um grande jogo no Municipal


Neste domingo (22/09), o Caipirão enfrentou a equipe do Náutico pela 5ª rodada do grupo A. Um jogo muito esperado pelos torcedores que acompanham o Campeonato Municipal. O Caipirão levou a melhor e venceu a equipe de Sorinho por 1x0.

O jogo começou bastante equilibrado, com as duas equipes se estudando muito. Mas quem tomou a iniciativa e dominou as ações de ataque foi a equipe do Náutico.

Em uma de suas aventuras ao ataque, Sandro encontrou Renato livre na área do Caipirão, ele bateu de primeira, mas a bola foi para fora assustando o goleiro Ferreira.

O Caipirão tentava responder no contra-ataque, mas a defesa do Náutico veio muito bem postada para o jogo.

O Náutico tentava achar os espaços na defesa do Caipirão, mas sem sucesso. O time da Vila Feliz tentou arriscar alguns chutes de longe com Welyson e Kaique, mas a pontaria dos jogadores do Náutico não estava calibrada.

Ainda no primeiro tempo, em um dos contra-ataques da equipe do Caipira, Douglas sofreu falta na intermediária, Renatinho foi para a cobrança, e de muito longe, acertou o ângulo de Neguim, que não conseguiu chegar na bola. Golaço. 1x0 para o Caipirão.

O Náutico tentou responder rapidamente, mas esbarrou em Ferreira que estava em uma noite iluminada. Welyson pegou rebote do goleiro do Caipirão dentro da pequena área. Era ele, o goleiro e o gol, mas o meio campista disperdiçou a chance de empatar o jogo e o goleirão do Caipira fez uma grande defesa.

No intervalo, muita reclamação de Sorinho com a arbitragem.

Os dois times vieram para o segundo tempo e a postura foi a mesma. O Náutico atavava, o Caipirão apostava no contra-ataque e era sempre muito perigoso.

Ferreira ainda fez grandes defesas em chutes a queima-roupa. O Náutico disperdiçou muitas chances de de empatar o jogo.

Na metade da etapa final de jogo, o segundo assistente da partida viu uma mão da zaga do Caipirão dentro da área. Pênalti para o Náutico. Renato foi para a cobrança, bateu forte e acertou o travessão de Ferreira.

A pontaria do Náutico realmente não estava calibrada, mesmo tentando muito, a equipe não foi eficiente em fazer gol. O Caipirão, pelo contrário, apostou em talentos individuais como Joilton, Renatinho e companhia, foi mais eficiente no ataque e na defesa e conseguiu sair de uma grande partida com 3 pontos somados.

Fonte: 104 Esportes