Últimas Notícias

Homem é filmado espancando mulher, mas não é preso na Paraíba

Golpes, auditor fiscal


“Estou correndo perigo de vida. Com muito medo, assustada. Não consigo nem dormir. Não aguento mais tanta injustiça. Perdi meu emprego. O dono da empresa disse que não queria uma mulher do meu tipo. Eu sou um ser humano, sou vítima e preciso de apoio”. O desabafo e pedido por Justiça é de mais uma mulher agredida pelo ex-companheiro na Paraíba. O suspeito está em liberdade por falta de flagrante do crime.

As agressões aconteceram na quarta-feira (28) e foram gravadas por celular pela filha da vítima e do suspeito. No vídeo, o homem aparece discutindo com a ex-companheira e, em seguida, a agride com socos.

Segundo um policial civil da Delegacia da Mulher, apesar das agressões terem ocorrido na quarta, o caso só chegou na delegacia nessa segunda-feira (2) e, por isso, a polícia não pôde prender o suspeito em flagrante. Ele chegou a ser ouvido, mas foi liberado.

“Os policiais conseguiram localizar ele, que prestou depoimento e foi liberado porque não teve como fazer o flagrante pelo tempo que passou. Ele alegou que a mulher havia tentando agredir ele com uma barra de ferro e que bateu nela para se defender. Agora, a delegada que está com o caso deve encaminhar o procedimento para a Justiça”, afirmou o policial.

Em entrevista à repórter Jaceline Marques, da TV Correio, a vítima contou que possui uma medida protetiva que proíbe o ex-companheiro de se aproximar dela, mas ele não cumpre a decisão judicial.
Mulher foi para abrigo

Também em entrevista, a secretária de Políticas Públicas para Mulheres em João Pessoa, Adriana Urquiza, disse que a mulher é acompanhada por equipes da Ronda Maria da Penha, mas que mesmo assim a agressão não foi evitada.

“Esse é um retrato da violência doméstica que nossas mulheres estão passando nesse momento. Mesmo sendo acompanhada pela Ronda isso aconteceu. Ela não pode ficar sozinha e estamos encaminhando ela para um abrigo do Estado. Iremos fazer de tudo para que a lei seja cumprida e iremos acionar todas as delegacias para que a lei seja cumprida”, contou a secretária.

Veja o vídeo:


Vídeo: TV Correio

Fonte: Portal Correio