Últimas Notícias

Caso do cachorro morto a facadas por idosa em Itapetim-PE tem repercussão nacional


Internautas de vários estados do Brasil estão repercutindo o caso do cachorro que foi brutalmente assassinado a facadas por uma idosa de 64 anos em Itapetim, no Sertão do Pajeú de Pernambuco. O crime aconteceu no sábado (16), próximo a Rua Sebastião Rabelo, no Bairro Paulo VI. A violência contra o cão foi filmada, mas o vídeo só foi divulgado no domingo (17). A identidade de quem gravou a cena brutal contra o animal ainda é desconhecida.

Logo após a matéria ir ao ar, internautas de diversos lugares do país, começaram a compartilhar o conteúdo e expressar sentimento de repúdio através de comentários nas redes sociais e na página do blog, que alcançou milhares de visualizações.

O link da reportagem chegou a ser compartilhado em vários grupos do Facebook ligados à defesa e proteção dos animais, a exemplo de grupos de admiradores da ativista, atriz e apresentadora Luiza Mell e de apoiadores do Delegado Bruno Lima, que atuou no caso do cão morto por um segurança do Carrefour, em Osasco-SP.

Usuários das redes sociais do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Santa Catarina, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Paraná, Amazonas, Bahia, Paraíba, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Sul e outras unidades da federação se manifestaram contra a atitude da agressora. Um importante blog de notícias de Manaus noticiou o fato.

Em Pernambuco o caso repercutiu em todo o Estado com destaque na TV Jornal de Caruaru e sites de notícias da região, chamando a atenção de autoridades defensoras das causas animais. A jornalista e vereadora do Recife Goretti Queiroz criou uma petição pública na internet solicitando a prisão da senhora e o aumento das penas pelos deputados e senadores contra os maus tratos aos animais.

De acordo com informações de vizinhos, ela matou o cachorro porque o mesmo costumava comer galinhas e havia pegado um frango no quintal. Logo após sacrificar o animal de estimação, a idosa se preparava para queimar o cão quando os vizinhos chegaram e chamaram a polícia.

Houve flagrante e a mulher foi levada no mesmo dia para Delegacia, mas por se tratar de um crime de baixa relevância para a legislação brasileira a suspeita foi liberada.

No domingo a população revoltada com a barbárie foi até a Delegacia pedir a punição da autora do crime.

Um inquérito foi aberto para apurar o caso, que posteriormente será encaminhado ao Ministério Público.

Uma manifestação está programada para esta quinta-feira (21), a partir 08h da manhã, em frente ao Fórum de Itapetim. A mobilização vai pedir à justiça que puna a executora do assassinato do cachorro. Os manifestantes vão se concentrar na Praça Padre João Leite, de onde sairão em passeata até o Fórum.

Você pode assistir ao vídeo clicando AQUI. As cenas são fortes e não são recomendadas para crianças e pessoas sensíveis.

Fonte- Repórter do Sertão