Últimas Notícias

Flamengo vira pra cima do River Plate e é campeão da Libertadores


O Flamengo é o campeão da Libertadores 2019. A equipe brasileira venceu neste sábado (23) a final com o River Plate por 2×1, em partida única realizada no Estádio Monumental, em Lima, no Peru. Com dois gols de Gabriel nos últimos minutos, o time brasileiro chega ao segundo título nessa competição e está classificado para o Mundial de Clubes em dezembro.

Apesar da empolgação dos flamenguistas por todo o país e sendo a maioria da torcida no estádio no Peru, foi o River Plate que abriu o placar logo aos 14 minutos do primeiro tempo. Após uma roubada de bola e o cruzamento da direita, Borré aproveitou para mandar para o fundo da rede.

O Flamengo tentou reagir ainda no primeiro tempo, mas sem finalizar com perigo, dando apenas um chute durante todo os 45 minutos iniciais e para fora. Já o River quase ampliou em um chute de fora da área, aos 36 minutos, com Palacios, e assustou com Borré, aos 43, em lance parado por impedimento.
Com o começo da segunda etapa, o Flamengo foi em busca do empate e teve uma grande chance aos 12 minutos. Porém, Gabriel chutou na defesa e Everton Ribeiro não conseguiu finalizar bem, com o goleiro adversário defendendo.

O time argentino seguiu com uma boa marcação no segundo tempo, impedido os avanços do time brasileiro e assustando em chutes de fora da área.

A partir da metade da etapa final o Flamengo pressionou cada vez mais em busca do empate. Até que, aos 43 minutos, finalmente saiu o gol da equipe brasileira. Bruno Henrique deu um belo passe para Arrascaeta, que cruzou e Gabriel rolou para o fundo da rede.
Aos 46 minutos ocorreu a virada, novamente com Gabigol. Com um chute da entrada da área, o atacante e a toda a torcida flamenguista pode comemorar o segundo título da Libertadores da sua história.

Nos últimos minutos Palacio, do River, e Gabriel, do Flamengo, ainda foram expulsos de campo, mas nada que atrapalhasse a festa da torcida rubro-negra, que tomou conta do estádio Monumental, em Lima.

Fonte- Gazeta do povo