Últimas Notícias

Bispo de Patos escreve carta as secretarias de saúde e se disponibiliza para combate ao coronavírus


O Bispo da Diocese de Patos, Dom Eraldo escreveu uma carta direcionada aos secretários e secretárias municipais de saúde das cidades que compõem a diocese colocando a disposição os meios de comunicação e os párocos para o combate ao COVID-19, o novo coronavírus. 

Na carta o bispo solicita informações das reais necessidades das cidades e afirma está preocupado e sensível a situação. Dom Eraldo afirma está em consonância com a campanha da Fraternidade 2020.

Confira na integra a carta-


Exmos. (as) Srs. (Sras.) Secretários e Secretárias Municipais de Saúde

dos Municípios que compõem a Diocese de Patos,

Saudações!

A Igreja Católica – Diocese de Patos – deseja implementar sempre mais a solidariedade com todas as pessoas que já foram atingidas pelo COVID 19 (Novo Corona Vírus) em várias partes do mundo e apoiar as instituições que por ofício têm a obrigação de cuidar desde a conscientização até as providências materiais em relação ao problema em questão.

Com gratidão reconhecemos o esforço e a dedicação de todos (Profissionais e voluntários) que têm se empenhado na luta para evitar a disseminação do Corona Vírus em nossa população.

Dirijo-me de modo particular aos 38 Municípios que compõem a diocese de Patos, que têm mobilizado a sociedade no intuito de prevenir e orientar para os necessários e eventuais cuidados, e solicito informações sobre as reais necessidades na aquisição de condições essenciais para o trabalho em vista da prevenção e superação desta pandemia.

A Diocese de Patos (em suas 40 Paróquias) se coloca à disposição com o que estiver ao seu alcance, a saber:
Espaços físicos para efetivação de cuidados eventualmente necessários;
Meios de comunicação: Rádio Espinharas de Patos, Pascom (Pastoral da Comunicação)
Gesto concreto para aquisição de material ou subsídios necessários no cumprimento dos trabalhos dos profissionais e agentes de saúde;
Abertura para o diálogo com os respectivos Párocos sobre possível parceria;
Outras providências;

Portanto, solicito das referidas Secretarias municipais de Saúde informações sobre as reais necessidades e sugestões de como poderíamos ajudar com o intuito de contribuir com o espirito solidário que sugere a Fé e, de modo muito particular, os apelos da Campanha da Fraternidade de 2020: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”.

Desejo que a Saúde e a Paz sejam totalmente restauradas em todo o mundo, a nossa casa comum.

Ponho – me à disposição e fico no aguardo de uma resposta,

Dom Eraldo Bispo da Silva
Bispo Diocesano