quinta-feira, 5 de março de 2020

Mesmo com boas chuvas, açudes de Teixeira ainda mantém volume baixo; Confira

Açude Riacho das Moças- Foto: Welliton Alves
Os açudes de Teixeira, que são monitorados pela AESA ainda estão com baixo volume d'água, apesar das boas chuvas nesses três primeiros meses deste ano de 2020.

Hoje, o manancial com volume mais significativo é o açude da Bastiana  Pelos últimos números divulgados pela agência, o açude está com 141.079 metros cúbicos, equivalendo a 11.10% do total. Os demais açudes registram menos de 10%  do volume atual.

Levando em conta que em Teixeira já choveu mais de 500 milímetros, os açudes ainda não tomaram um volume significativo de água. O que registra menos volume é o açude do Sabonete com apenas 1.74% do total.

A situação de abastecimento na cidade continua crítica e a distribuição tem que ser de forma moderada. A população teixeirense encontra-se apreensiva com a realidade que está vivendo, por mais que as últimas chuvas tenham dado um pouco de esperança.

A seca que se prolongou por anos esvaziou quase todos os mananciais da cidade. Um dos açudes com capacidade total de 6 milhões de metros cúbicos tem apenas 9.41%.

VOLUMES ATUAIS DOS AÇUDES DE TEIXEIRA

BASTIANA- Capacidade total de 1.271.560; Com 141.079 metros cúbicos- 11.10% do volume total
RIACHO DAS MOÇAS- Capacidade total de 6.413.411; Com 603.210 metros cúbicos- 9.41%
SABONETE- Capacidade total de 1.953.540; Com 33.903 metros cúbicos- 1.74%
SÃO FRANCISCO II- Capacidade total de 4.920.720; Com 358.280- 7.28%

Vitinho Galdino/ Teixeira em Foco

Whatsapp Button works on Mobile Device only