quarta-feira, 25 de março de 2020

Morre mulher que se queimou com álcool ao tentar se prevenir do coronavírus, em Pernambuco


A mulher de 43 anos que se queimou após passar álcool no corpo para se prevenir do novo coronavírus morreu nessa terça-feira (24) no Hospital da Restauração (HR), no Recife. O acidente ocorreu durante o final de semana, na zona rural de Cachoeirinha, no Agreste de Pernambuco. Jacelma Quitéria da Silva morava sozinha. Os vizinhos viram a casa em chamas e foram socorrê-la.

A vítima foi encontrada desacordada em casa e com o corpo todo queimado. Os vizinhos disseram que a mulher era fumante e acreditam que ela pode ter passado álcool no corpo e acendido um cigarro.

Alerta

O médico Marcos Barreto, chefe do Centro de Tratamento de Queimados do HR alerta para que as pessoas não armazenem álcool em casa priorizem o uso da água e sabão para se prevenir do novo coronavírus. “As pessoas estão vendo o álcool como herói. Ou seja, todo mundo está pegando álcool e tendo ele à vontade. Só que nós estamos muito preocupados, principalmente aqui no HR. As pessoas vão ter álcool em casa e esquecem que as crianças estão fora da escola”, explica ele. Segundo com o médico, caso seja armazenado em local indevido, o álcool pode causar sérios acidentes domésticos, como incêndios.

“Todo mundo preocupado com coronavírus, mas não pode esquecer do que o álcool pode causar. É preciso bom senso. O álcool pode matar. O álcool a 70% líquido é um dos mais inflamáveis, depois do álcool de posto. Se houver um acidente, o que tiver em um raio de dois ou três metros vai pegar fogo também. Já o álcool em gel tem menos potencial, porque ele é gelatinoso”, afirmou o médico.

Whatsapp Button works on Mobile Device only