quarta-feira, 25 de março de 2020

Primeira paciente curada da Covid-19 no DF fala sobre doença e isolamento

Daniela Teixeira é a primeira paciente com Covid-19 curada no DF 
Foto: TV Globo/Reprodução
No último boletim do coronavírus, divulgado na noite desta terça-feira (24), o governo do Distrito Federal informou, pela primeira vez, que há uma paciente curada da Covid-19 na capital. A advogada Daniela Teixeira, de 48 anos, foi diagnosticada com a doença em 16 de março.

Em entrevista à TV Globo, a moradora do DF contou que os sintomas persistiram por quase uma semana e “foram leves”. Daniela lembra que “era algo muito parecido com uma gripe, dor no corpo, dor de cabeça, mal-estar generalizado”, mas sentia medo e preocupação.

“O chão se abre, e o desespero toma conta da gente. O mundo está parado por conta do coronavírus, e você recebe quase uma sentença de morte.”

A advogada diz ainda que a suspeita que estaria com a Covid-19 surgiu depois que uma amiga testou positivo para a doença. As duas tinham participado, juntas, de um congresso em Fortaleza, no Ceará.

“É um medo diuturno que algo possa acontecer de grave, que um pequeno sintoma possa se tornar algo muito grave.”

De acordo com a paciente, durante a conferência – que Daniela chamou de “absolutamente latina, brasileira e cearense” – trocou “muito abraço, muito beijo e brindes”, lembra. “Não havia, naquele momento, até o dia 6 de março, nenhuma preocupação real com o coronavírus”. Veja a reportagem completa.

Whatsapp Button works on Mobile Device only