sábado, 14 de março de 2020

Prisão temporária de Fabiano Gomes é prorrogada

Foto: Fabiano Gomes/Divulgação
A prisão temporária do empresário e comunicador Fabiano Gomes foi prorrogada por mais cinco dias pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). O prazo terminaria neste sábado (14), mas foi esticado e segue agora de 15 a 19 de março. “O preso temporário deverá permanecer obrigatoriamente separado dos demais detentos, no ergástulo onde se encontra”, destaca a decisão.

O pedido de prorrogação foi formulado pelo Ministério Público do Estado e pela Polícia Federal, alegando que Fabiano teria poder para interferir nas investigações da Operação Calvário. O objetivo da prorrogação, portanto, seria preservar o andamento das apurações policiais.

“Também sob essa perspectiva, afigura-se adequada a prorrogação da prisão temporária por cinco dias, para que a situação processual do investigado seja examinada com mais detalhamento e aprofundamento, sob um quadro probatório bem tracejado”, disse o desembargador.

O radialista teve a prisão temporária decretada no bojo da oitava fase da Operação Calvário e foi levado para o Presídio do Roger, em João Pessoa. A prisão foi requerida porque ele estaria fazendo uso de canais de imprensa com o objetivo de embaraçar as investigações empreendidas na Operação Calvário, praticando extorsões contra terceiros que não teriam aceitado pagar vantagens indevidas por ele exigidas, constrangendo-os sob a falsa promessa de revelação de conteúdo sigiloso, envolvendo a operação.

O advogado de Fabiano, Gustavo Botto, disse que ainda não teve acesso à decisão. “Não tivemos acesso à decisão ainda, mas já tomamos conhecimento através das redes sociais. Vamos fazer uma petição para revogar essa prisão temporária e também tirar esse dispositivo de isolamento. Não achamos necessária a manutenção da prisão, pois todas as provas já foram produzidas”.

Veja mais sobre a prisão de Fabiano Gomes



Whatsapp Button works on Mobile Device only