terça-feira, 24 de março de 2020

Valdir Teles é sepultado. Sobre o caixão a viola e o chapéu que marcaram sua trajetória



Foi sepultado no fim da tarde de ontem (segunda, 23) em Tuparetama-PE o corpo do poeta repentista Valdir Teles, um dos maiores nome da cantoria nordestina.

Muitos amigos e poetas de todo o Nordeste estiveram no velório durante o dia prestando as últimas homenagens ao grande poeta, conhecido pela versatilidade e o raciocínio rápido. Sobre o caixão, dois objetos inseparáveis, a viola e o chapéu.

Valdir Teles era de Livramento, no Cariri paraibano, mas estava radicado há muito anos em Tuparetama, cidade que tão bem o acolheu.

Tinha 64 anos e morreu de infarto. Sua morte repercutiu em todo o Nordeste.

Deixa uma grande legião de admiradores espalhados por todo o país.

Um dos seus últimos repentes foi um alerta à população em relação ao conoravírus. Veja:



Whatsapp Button works on Mobile Device only