domingo, 26 de abril de 2020

Enfermeira poetisa cria 'Cordel do Coronavírus' com dicas de prevenção, na PB

Coronavírus em cordel — Foto: Anne Karolynne/Divulgação
Um cordel para conscientização à prevenção do novo coronavírus foi escrito pela poetisa e enfermeira especialista em saúde mental Anne Karolynne Santos de Negreiros, de 30 anos, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. De acordo com a autora, os versos podem sensibilizar a população de forma diferente.

A campinense atua desde 2010 como enfermeira, mas desde a faculdade já trabalhava com a literatura de cordel na promoção da saúde e prevenção de doenças. Atualmente, a enfermeira trabalha no Hospital Municipal Pedro I, no setor de referência para tratamento de usuários suspeitos de Covid-19 em Campina Grande. "Desde 2019, eu fazia cordéis para oficinas sobre temas como drogas na adolescência, hipertensão, medicamentos, saúde mental. Inclusive, minha monografia foi sobre saúde mental", explicou Anne.

"Eu uso o saber da enfermagem, com a arte da literatura de cordel para, sobretudo, passar informação para todas as pessoas. Quando eu comecei a ver as notícias sobre a pandemia do coronavírus, pensei que além de me prevenir, poderia ajudar a outras pessoas a fazerem o mesmo", disse.

A poetisa explicou que no processo de criação dos cordéis com temas relacionados à saúde procura alertar as pessoas sobre atitudes preventivas importantes. "Já fiz cordéis sobre a importância de lavar as mãos, sobre a zyka, a H1N1 e várias outras doenças. Todos precisam fazer sua parte", afirmou a enfermeira.

Segundo Anne, todas as suas poesias e versos trazem a força do nordeste, reflexões sobre a vida e temas voltados para educação em saúde. A poetisa escreveu o livro “Poesia popular: ferramenta de inclusão na saúde mental” (EDIFS, 2019) e publicou cordéis ilustrados através do Ministério da Cultura.

A escritora desenvolve o projeto Cordel Personalizado nas redes sociais, onde são publicadas as mais de 150 biografias rimadas através da literatura de cordel.
Anne Karolynne trabalha no hospital referência para o atendimento de pacientes com coronavírus em Campina Grande — Foto: Arquivo pessoal/Anne Karolynne
Coronavírus em cordel

Armaria, minha gente
Que desmantelo total
Um tal de coronavírus
Fez rebuliço geral
Tá pegando o povo todo
Essa infecção viral.

O cabra tem logo febre
Sem conseguir controlar
Tosse feito um condenado
Difícil até respirar
Saliva contaminada
Se transmite pelo ar.

Espirro, tosse, catarro
Levam contaminação
A saliva quando fala
Sai levando infecção
O vírus também se espalha
Em um aperto de mão.

Como gripe ou resfriado,
Precisamos prevenir
Cobrindo a boca e o nariz
Na hora em que for tossir
E objetos pessoais
Não podemos dividir.

Evitar lugar lotado
Com muita aglomeração
Limpar bem os ambientes
Lavar sempre a nossa mão
Esfregar bem direitinho
Usando água e sabão.

Se precisar, use máscara
Álcool em gel para limpar
Se estiver muito doente
Vá ao médico consultar
Se os sintomas forem leves
Fique em casa até curar.

Não só pro coronavírus
Esse cordel vai servir
Todo resfriado ou gripe
Precisamos prevenir
Cuidar bem do nosso corpo
Pra doença não surgir.

Vamos simbora cuidar
Tá todo mundo informado
Se puder, fique em casa
Prevenido, resguardando
Torcendo pra que esse vírus

Seja logo eliminado!

Coronavírus em cordel — Foto: Reprodução/Carlos Eron Júnior

Whatsapp Button works on Mobile Device only