Últimas Notícias

Boa ação: jovem de Itapetim manda confeccionar máscaras e doa a moradores carentes; “É hora da gente juntar esforços e dar as mãos”


Nem todo adulto possui a sensatez do jovem Alexandre Lopes de Araújo, residente em Itapetim, no Sertão do Pajeú pernambucano. Em meio à pandemia de um vírus mortal, muitos ainda discordam das autoridades de saúde e ignoram a gravidade do problema, responsável pela perda de milhares de vidas em todo o mundo dentro de tão curto espaço de tempo.

Enquanto uns não estão nem aí, o jovem preocupado com a propagação do vírus viu a necessidade de contribuir com a prevenção da doença que já infectou três pessoas de Itapetim, inclusive causando um óbito.

Alexandre, de apenas 20 anos, mandou confeccionar 110 máscaras para doar aos mais necessitados do município. A ação executada de acordo com suas condições financeiras é um ato de solidariedade e de amor ao próximo, que vai além de qualquer interesse pessoal.

“É hora da gente juntar esforços e dar as mãos. Infelizmente ainda temos no nosso país as classes que têm que decidir entre comprar dois reais de pão ou comprar uma máscara que custa no mínimo dois reais. Temos que pensar no próximo que às vezes não tem o que a gente tem”, disse.

O gesto de cidadania do rapaz também foi estendido aos trabalhadores de limpeza urbana e aos profissionais de segurança da cidade. Aos policiais, além de máscaras, Alexandre ainda doou álcool em gel e álcool líquido para desinfecção de viaturas e uso pessoal da guarnição.

Atitudes como essa merecem aplausos e reconhecimento, principalmente quando vem de um jovem, o que se torna cada vez mais raro nos dias de hoje, onde responsabilidade e compromisso são termos escassos no dia a dia de grande parte da juventude atual.