Últimas Notícias

Bolsonaro nomeia Rolando Alexandre, braço direito de Ramagem, para comandar PF


O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta segunda-feira, 4, o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal, depois de ter tido a indicação de seu nome preferido, Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), bloqueada por liminar do Supremo Tribunal Federal. A nomeação foi publicada em edição extra do Diário Oficial nesta segunda.

Souza era diretor de Planejamento da Abin, um dos principais assessores de Ramagem na agência e muito próximo do delegado. O diretor da Abin participou da escolha do novo chefe da PF a pedido de Bolsonaro.

O presidente vinha insistindo que queria indicar novamente Ramagem para o posto, mas não queria deixar a PF por muito tempo nas mãos de Disney Rossetti, interino que assumiu com a derrubada da indicação de Ramagem, e era um dos nome levantados pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro para ficar no lugar de Maurício Valeixo, cuja exoneração do comando da PF por Bolsonaro levou ao pedido de demissão de Moro.