Últimas Notícias

Câmara de Itaporanga vota hoje (21) aumento do salário de prefeito, vice, secretários e vereadores


A Câmara Municipal de Itaporanga vai votar nesta quinta-feira (21), às 19h, o Projeto de Lei Nº 04/2020 que trata do aumento do salário do prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais, para a próxima Legislatura: 2021-2024.

O Projeto em seu Art. 2º fixa os subsídios mensais deles em:

* Prefeito receberá R$ 16.000,00 mil

* Vice-Prefeito receberá R$ 8.000,00 mil

* Secretários Municipais receberão R$ 6.000,00 mil

* Vereador receberá R$ 8.000,00 mil; sendo que o Presidente da Câmara como tem direito a 50% passa a R$ 12.000,00 mil.

O vereador Jailson de Zeca, membro da Comissão de Redação e Justiça da Câmara, não concorda e já apresentou emenda ao projeto reduzindo esses valores para: Prefeito - R$ 12.000,00 mil, Vice-Prefeito - R$ 6.000,00 mil, Secretários Municipais - R$ 4.000,00 mil e Vereador - R$ 6.000,00 mil.

De acordo com ele, a redução atende ao clamor popular em um momento de insatisfação de boa parte da comunidade com a classe política.

A gente sempre vê políticos falando em redução de gastos, mas cortando da população, e nunca do seu próprio bolso. Então já que estamos vivendo um momento tão difícil vamos começar a redução dos gastos pela própria classe política”, justifica Jailson.

Levando em conta que a redução seja aprovada a economia para os cofres públicos será de R$ 480.000,00 mil em quatro anos. O projeto, se aprovado, entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2021 e valem até o fim de 2024. Jailson lembra ainda que a economia pode resultar em mais investimentos em outras áreas.

Imagina R$ 400, R$ 500 mil a mais na saúde, na educação, o que isso representaria. É a primeira vez que se tem um movimento assim por aqui”, afirma.

O projeto é apresentado neste momento por ser agora a definição dos salários da próxima legislatura, seguindo a Lei Orgânica do município. Sempre no último ano de uma legislatura, define-se os valores praticados para os próximos quatro anos. A população está de olho, principalmente os eleitores que vão votar esse ano.