sábado, 9 de maio de 2020

Estátua do Padre Cícero em Juazeiro do Norte ganha máscara em alerta contra pandemia de coronavírus

Com 27 metros de altura, o monumento é o principal cartão-postal de Juazeiro do Norte. Para cobrir o rosto do "padrinho", foi necessário uma máscara de quase três metros de cumprimento. Foto: Edilson Freitas

Inaugurada há 50 anos, a estátua do Padre Cícero, cartão-postal de Juazeiro do Norte, recebeu uma máscara facial para conscientizar a população sobre a importância de adotar este item de proteção durante a pandemia da covid-19. O adereço de cor azul foi colodado, na tarde desde sábado (09), na Colina do Horto, onde está erguido o monumento de 27 metros de altura. A instalação contou com a ajuda de um carro do Corpo de Bombeiros e três militares.

Esta é a primeira vez, em meio século de história, que a estátua do fundador da cidade recebe uma nova ornamentação. A máscara foi projetada pelo estilista Wellington Vieira, que inicialmente foi até a colina do Horto tirar as medidas. “A partir daí fizemos um estudo sobre qual material usar”, conta. 

Com mais quatro pessoas, integrantes de um terreiro de candomblé, Wellington confeccionou a máscara com tecido poliéster de quase três metros de largura. “Ideal para resistir à chuva, sol”, pontua. Após receber a proposta, o estilista acredita que foi um desafio. “A gente sabe que as pessoas de Juazeiro e do Cariri tem uma fé enorme, principalmente na figura do Padre Cícero”, exalta Wellington. 

A ação atende a uma sugestão de muitos moradores e romeiros que visitam a cidade, segundo o prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra. “As pessoas pediram que desse visibilidade ao uso da máscara. O impacto de ver o Padre Cícero com a máscara é uma ação que vem beneficiar a todos”, acredita. 

Outros monumentos de Juazeiro do Norte de figuras religiosas ou históricas da cidade, como Frei Damião, São Francisco e Seu Lunga, também receberão as máscaras de proteção. “A ideia é sensibilizar toda a sociedade”, justifica o secretário de Desenvolvimento Social e Trabalho, Sandoval Barreto. 

Eventualmente, por conta de campanhas nacionais de Saúde, a estátua do Padre Cícero ganha cores como o rosa e azul, que representam o “Outubro Rosa”, mês de prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero, e o “Novembro Azul”, período de conscientização no diagnóstico precoce do câncer de próstata, respectivamente. Esta ação é feita através de refletores que iluminam a escultura no período noturno.

História 

A estátua do Padre Cícero foi inaugurada no dia 1º de novembro de 1969. Anualmente, ela atrai, em média, 2,5 milhões de visitantes. Além de um importante ponto turístico da região do Cariri, com bela visão de Juazeiro do Norte e de cidades vizinhas, como Crato e Barbalha, além da Chapada do Araripe, a escultura se tornou importante símbolo da fé romeira. 

A princípio, o monumento teria sete metros de altura, fora a base. Porém, o artista plástico pernambucano Armando Lacerda optou por construir uma estátua de 12 metros. Um galpão foi montado no armazém de uma antiga usina de algodão, na esquina das ruas São Paulo e São Francisco. 

Durante a modelagem, o próprio escultor decidiu ser mais ousado e aumentou o tamanho da estátua para 17 metros. Os cálculos pelos engenheiros foram feitos e a proposta foi aprovada. De forma artesanal, a estátua do Padre Cícero foi construída em dois anos.

Whatsapp Button works on Mobile Device only