sábado, 9 de maio de 2020

Vigilante internado com sintoma de Covid-19 não resiste e morre no Hospital de Patos


O vigilante do Banco Santander Alberto Gomes Moreira, conhecido por Betão, de 41 anos, residente no bairro da Maternidade, em Patos, faleceu por volta das 16 horas deste sábado, 09/05, apresentando sintomas de Covid-19.

Betão começou a sentir febre e a tossir muito no começo da semana e, na quinta-feira, 07, foi levado para a UPA do Campo da Liga, onde ficou em isolamento. Na tarde do mesmo dia foi transferido para o Complexo Hospitalar Patoense.

Segundo a família ele tinha comorbidades, era hipertenso. O resultado dos exames para Covid-19 serão conhecidos em cinco dias.

Sua esposa Onélia de Sousa Lucena disse que na manhã deste sábado recebeu a informação de que ele estava bem, mas a tarde veio a triste notícia: “Ele estava isolado, mas estava bem. Eu me pergunto o que houve, pois de manhã me ligam dizendo que ele está bem e à tarde me ligam dizendo que ele faleceu. Fico me perguntando o que foi aconteceu, estou arrasada”, disse, em prantos.

O casal tem um filho de 22 anos.

Alberto Gomes só conheceu sua mãe biológica há três meses e a levou para morar com ele. “Só há três meses meu marido conheceu sua mãe biológica e faleceu sem ter tido tempo para um contato mais longo com ela. Ele passou muitos anos à procura da mãe, e quando a encontra, acontece essa tragédia”, disse a esposa.

Alberto Gomes era evangélico da Assembleia de Deus Ministério da Paraíba. A igreja emitiu uma nota de pesar (leia o anexo).

Não haverá velório. Será sepultado na manhã deste domingo, 10, no Cemitério Santo Antônio, no Monte Castelo, em Patos.

Whatsapp Button works on Mobile Device only