quinta-feira, 25 de junho de 2020

46% dos leitos para Covid-19 estão ocupados no Hospital de Patos


Ao contrário de dias atrás quando todos os leitos para tratamento de Covid-19 no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos estavam todos lotados, nesta quarta-feira (24), a realidade é bem diferente, sobretudo, após a abertura de mais 30 leitos entre enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

23 pacientes estão internados em tratamento para doença causada pelo novo coronavírus, segundo informou a diretora do Complexo, Liliane Sena. Destes, 08 estão na UTI, sendo pacientes 3 do sexo feminino e 05 do masculino.

O Hospital que passou por reforma recentemente e recebeu novos respiradores com abertura de pelo menos 10 leitos de UTI, tem hoje uma taxa de ocupação para Covid-19 de 46%.

Dos 50 leitos hoje existentes, sendo 30 de enfermaria e 20 de UTI, 23 estão ocupados, tendo 54% destes vagos.


Nas enfermarias, a situação também é bem diferente do mês de maio. Hoje 08 mulheres e 07 homens ocupam os leitos, tendo ainda 15 vagas disponíveis.

Desde o dia 11 de junho que o hospital passou a contar com mais 10 leitos de UTI, passando a ter 20 leitos, dobrando assim a sua capacidade de atender pacientes que precisem de cuidados respiratórios intensivos. E, numa terceira etapa, mais 10 leitos de UTIs serão disponibilizadas no Complexo, totalizando 30 leitos de terapia intensiva.


Liliane lembrou ainda de como funciona o fluxo de atendimento de pessoas com síndrome gripal, suspeitas ou diagnosticadas com Covid-19, para o município de Patos, que é realizado em conjunto com a Secretaria Municipal da cidade, e a rede hospitalar e as unidades de Pronto Atendimento. “Primeiro, deve se procurar as Unidades de Saúde da Família, e o profissional médico destas unidades fará uma avaliação do quadro do paciente, decidindo pelo isolamento domiciliar ou encaminhamento para a unidade de Pronto Atendimento. Lá, o paciente será examinado novamente, e a equipe médica e de enfermagem decidirá, se há necessidade de encaminhar para o hospital. Chegando ao hospital, será decidido pelo isolamento domiciliar, transferência ou internamento em enfermaria ou UTI a depender da sintomatologia de cada caso”, explicou a diretora.

Vicente Conserva – Portal 40 Graus

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only