segunda-feira, 8 de junho de 2020

Idosa de 95 anos com sintomas de Covid-19 não consegue internação na UTI do Hospital de Patos por está lotada


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) se deparou, mais uma vez, com problemas ao socorrer pacientes com casos graves do novo coronavírus, Covid-19, para o Hospital Regional de Patos. Neste domingo, dia 07, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinada aos casos de Covid-19 estavam lotados.

Uma senhora de 95 anos, suspeita em potencial da Covid-19, foi socorrida em estado de saúde muito grave no final da manhã deste domingo para o Hospital Regional de Patos. As equipes chegaram a entrar com a paciente na área destinada aos casos, porém, o médico nem quis olhar para a anciã e disse que a equipe do SAMU buscasse outro local.

Após alguns minutos e com a idosa demostrando grande esforço respiratório, a paciente foi encaminhada com a máxima urgência a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Otávio Pires de Lacerda, localizada no Campo da Liga, Bairro Liberdade.

Os profissionais de saúde temem um colapso total nos espaços de UTI para atender os casos mais graves da Covid-19. As obras no Hospital Regional de Patos continuam para ampliar a quantidade de vagas, mas problemas de fornecimento de equipamentos estão atrasando os serviços, além de outros problemas específicos.

Outra preocupação diz respeito a nova posição do Ministério da Saúde que decidiu dificultar acesso aos números dos casos da Covid-19. O Brasil ultrapassou os 36 mil mortos, mas o Governo Federal quer fazer uma nova contagem, pois acusa os Estados e Municípios de inflar os números. Diante disso, está existindo uma guerra de notícias que dificulta uma melhor estratégia para lidar com a pandemia.


Jozivan Antero – Patosonline.com

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only