segunda-feira, 6 de julho de 2020

Com açude cheio, população de Imaculada enfrenta desabastecimento constante de água em setores da cidade.


Após esperar ansiosamente 11 anos para ter o seu manancial de água cheio novamente, uma parcela da população de Imaculada enfrenta o mesmo problema dos tempos de escassez.

A falta de planejamento evidente da CAGEPA tem castigado duramente uma parcela de moradores. Enquanto algumas residências tem água quase todos os dias, outras praticamente não recebem o abastecimento necessário, é o caso, por exemplo: da Rua Lídia Gabriel que mesmo localizada no centro da cidade, a parte superior da referida localidade sempre há reclamações.

Outro setor que sofre bastante é o bairro São José, por lá existe residências que só chega água quando “sobra”, ou seja, depois que o restante segundo se argumenta está cheio e abundante.

Procurados a resposta do escritório local é: na parte alta dessas ruas não chega água por conta do nível.

Resposta vazia e não convincente, pois nos dias atuais existe diversas solução para esse problema, vamos a mais um exemplo: um prédio de 30 andares a cima solo fica sem abastecimento pelo simples fato de ser alto demais? Resposta: Não! Existe equipamento como as bombas pra isso mesmo.

Falta um cronograma para abastecimento da população de forma eficiente, falta infraestrutura e também boa vontade e coragem de ir buscar solução, sobram desculpas esfarrapadas!

Whatsapp Button works on Mobile Device only