domingo, 26 de abril de 2020

Polícia Militar prende suspeitos que saíram de Campina Grande para promover tiroteio na cidade de Taperoá


A Polícia Militar prendeu dois presidiários do regime semiaberto que saíram da cidade de Campina Grande para promoverem um confronto contra um grupo rival, marcado para a noite desse sábado (25), na cidade de Taperoá. A prisão dos acusados aconteceu durante a tarde e na ação foram apreendidos dois revólveres, trinta munições que seriam usadas no tiroteio, um capuz tipo balaclava, balança de precisão, maconha embrulhada em tablete e papelotes e mais de 1.400 reais em dinheiro.

Os presidiários – um de 24 anos que cumpre pena por tráfico de drogas, roubo e posse de arma e outro de 23 anos, que cumpre pena por roubo – são do Presídio do Monte Santo, em Campina Grande, e atualmente estavam liberados do retorno à unidade prisional por causa da pandemia do novo coronavírus. Nas buscas pelos acusados, foi presa uma mulher, de 22 anos, que estava guardando as drogas e o dinheiro em casa, e um homem de 20, que prestou auxílio aos criminosos para se esconderem da polícia.

Conforme informações do sargento Anchieta, da 4ª Companhia do 3º Batalhão, os acusados estariam envolvidos em uma disputa entre grupo rivais, motivada pelo tráfico de drogas. “Houve um tiroteio entre esses dois grupos na última quarta-feira (22) e nesse sábado seria uma espécie de revanche, com a presença desses presos do regime semiaberto, que vieram da cidade de Campina Grande com armas e munições para confrontar os rivais, mas com informações que levantamos, fizemos essa ação que resultou na prisão dos acusados e evitou o tiroteio que eles planejavam promover aqui em Taperoá”, detalhou.

Os quatro presos na ação e todo o material apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Teixeira.

Whatsapp Button works on Mobile Device only